Fundo de investimento imobiliário: como funciona e vantagens dessa tendência

Depois dos últimos anos de crise econômica, a economia do país tem melhorado e o setor da construção civil tem demonstrado sinais de recuperação. Segundo a Câmara Brasileira da Indústria de Construção (CBIC), as construtoras aumentaram o número de lançamentos em 119,7% ainda no segundo semestre de 2018. 

Nesse contexto, há diversos impactos positivos no mercado imobiliário, que começam com as facilidades de financiamento com melhores ofertas de crédito mas vão muito além. O crescimento de investimentos imobiliários é uma das tendências, principalmente em Fundos de Investimentos Imobiliários. Entenda:

Fundo de Investimento Imobiliário: o que é e como funciona

Recorrentemente quando se fala em investimento imobiliário pensa-se na compra de imóveis para aluguel ou para venda por um preço maior. Porém, já existem formatos mais refinados e inteligentes de investimento no mercado. 

Um deles que tem tido crescente aderência é justamente o de Fundos de Investimentos Imobiliários (FII). Basicamente, uma instituição administradora capta recursos, constituindo um fundo, e faz a aquisição de diversos imóveis, que são os ativos da carteira. A administração dos imóveis pode ser da própria instituição ou terceirizada. 

Nesse formato, o investidor não investe diretamente em um único imóvel, assim como não é responsável por todo o esforço de administração e manutenção. Tendo uma cota do fundo de investimento imobiliário, o acionista tem seu dinheiro aplicado variadamente e recebe periodicamente o rendimento (que comumente é sua participação dos aluguéis dos imóveis). 

Vantagens do FII

  • Investimento menos arriscado pois não está centralizado em um único imóvel, mas em vários imóveis da carteira compartilhada com diversos outros acionistas.
  • Não há necessidade de investir em manutenção do imóvel diretamente, assim como poupa-se os recursos em administração que se teria sendo o dono da propriedade específica.
  • Administração profissional e especializada gerindo a carteira de imóveis. Ou seja: mais um fator que gera maior segurança para o investimento. 
  • Essa modalidade permite ter cotas de outros Fundos de Investimentos Imobiliários na carteira de ativos. Assim, há ainda maior diversidade do investimento.
  • Necessidade de um desembolso menor do que o necessário para a aquisição de um imóvel.
  • Maior liquidez do que o investimento tradicional em um único imóvel sendo o proprietário direto. Isso significa que você consegue transformar o investimento em dinheiro, de fato, de forma mais rápida. 

Mudança no setor imobiliário: Redução de juros na concessão de crédito reaquecerá o mercado

Boas práticas e cuidados

Embora as vantagens sejam diversas, como qualquer investimento é fundamental que o acionista esteja atento e siga boas práticas. Nesse contexto, o corretor tem um papel chave como consultor para instruir e inteirar seu cliente sobre esse modelo de investimento imobiliário. 

Menor liquidez em relação a outros investimentos

A liquidez do FII é uma vantagem quando comparado com o investimento direto em um único imóvel. Porém, também pode ser uma desvantagem se comparado com outros formatos de investimento. 

As cotas não podem simplesmente serem devolvidas ao fundo, caso o acionista queira deixar de investir. É preciso vender as cotas para outro acionista da carteira. Por isso, há maior demora no processo do que outros tipos de investimento.

Investimento em FII têm custos

Esse é um ponto que quem deseja investir no FII precisa ter ciência: há custos com a taxa de administração, que diz respeito ao pagamento referente à administração dos imóveis da carteira; e com a taxa de performance, que é uma remuneração extra paga à equipe gestora do fundo quando o desempenho supera o benchmark.

FII está sujeito à tributação

É importante saber também que segundo a LEI Nº 11.196, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2005, os Fundos de Investimentos Imobiliários podem estar sujeitos à tributação se o fundo tiver menos de 50 cotistas, um desses cotistas possuir cota proporcional a mais de 10% do fundo e as cotas não forem negociadas na bolsa ou em mercado de balcão organizado de forma exclusiva.

A importância de se aprimorar no mercado imobiliário

Com esses pontos de ciência e cuidado, fica nítida a vantagem que esse modelo de investimento imobiliário proporciona em relação aos métodos mais tradicionais. Como corretor é imprescindível que você esteja pronto para atender ou ao menos direcionar seu cliente, sendo um profissional referência.

Conte com a Beemob nesse processo. 

Até o próximo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *